14
jun
10

Caetano & Chico – Juntos e Ao Vivo (1972)

Em 1972, querendo-se ou não, foi um ano muito bom para a música em geral. Aqui nesse ano, logo no final, Jethro Tull faz muito sucesso com a ótima-sucedida turnée de “Thick As A Brick”, e Caetano faz as vezes com o fodástico “Transa”. Chico Buarque, cantor-protestante, que também foi exilado, e correspondendte do Pasquim na Itália, volta também ao Brasil, e nos dias 10 e 11 de Novembro, lança um dos seus maisores e melhores discos com a parceria de Cae: o “Juntos e Ao Vivo.” Gravado também no Teatro Castro Alves de Salvador, Bahia, ele é considerado por alguns fãs lunáticos de “uma continuação do “”BARRA 69″” (Já postado aqui.) que o Gil não quis participar.”

E quero que você venha comigo.
A Música Brasileira, em sua forma mais crua e lírica.

Caetano Veloso & Chico Buarque – Juntos e Ao Vivo (1972)

1-Bom Conselho:
-Na energia maravilhosa da platéia, Chico começa cantando essa música, com seu violão clássico, puxando seu clássico samba-MPB, meio que nos moldes de Ole, Olá. Jogo com as palavras, ele mesmo. Harmonia, voz solta, violão tímido, porém ativo na música, faz dela uma boa composição. De 0 a 10 ? 6,5

2-Partido Alto:
-Aqui, uma das famosas músicas de Chico imortalizada por Cae. Caetano aqui consegue arrancar gritos e salvas de toda a platéia, fazendo ela ir ao delírio com sua interpretação selvagem e forte. O baixo e cozinha, fazem um “riff” violento e seco, muito forte, indo contra um agogô muito forte, como se ele quisesse um samba…De partido alto. Falando sobre os problemas de cotidiano, e sobre o bom malandro e das favelas, essa música fez e faz sucesso. De 0 a 10 ? 7,5

3-Tropicália:
-A música que deu origem ao movimento, aqui ganha nova roupagem e novo estilo, como se ela mesma fosse do Transa. Caetano aqui também faz uma voz mais violenta e seca, como se nesse disco ele estivesse todo nervoso, todo revoltado. Um solo riffado, entre as pausas de voz de Caetano, faz ainda mais esse clima de Transa fique pesado, só aliviando nos refrões. De 0 a 10 ? 8,5

4-Morena Dos Olhos D’Água:
-Uma música linda de Chico, que só voz de Cae, e violão de Chico faz presente, com o silênco ensurdecedor da platéia que faz realçar uma voz linda de Cae, como se fosse ainda do 1º disco dele, o Domingo, de 67. Música perfeita. Letra harmoniosa que cabe certeira com a melodia. De 0 a 10 ? 7,75

5-A Rita/Esse Cara:
-A Rita de Chico, agora é de Cae, em tonalidades diferentes, um violão, o acompanha e o da voz ativa, até que entra em Esse Cara, a platéia dá o Sinal para a voz de Cae arrebentar com seu jeito manso, como se também puxasse uma linha de samba-MPB forte, porém calma e ativa. De 0 a 10 ? 7,25

6-Atrás Da Porta:
-Um piano puxa a intro de uma música de Francis Hime, que Chico canta lindamente em violão, depois puxando uma percussão de jeito de samba. Preferível ouvir com a Elis. De 0 a 10 ? 6,5

7-Você Não Entende Nada/Cotidiano:
-Caetano arrepia o Castro Alves com essa sua música maliciosa e boa, e falando do cotidiano de um cara comum, de uma cidade comum, com uma vida comum, querendo se libertar de tudo isso. Puxando isso, Chico violentamente, como se fosse um discurso, Cotidiano, aonde se faz uma continuação da primeira. Instrumentos e voz, maravilhosas como sempre. De 0 a 10 ? 7,5

8-Bárbara:
-De “Calábar”, é uma das músicas mais chatinhas desse disco, a voz de Chico e Cae se intercalam, com um único violão, fazendo assim um dueto lindo. Porém maçante. De 0 a 10 ? 6,25

9-Ana De Amsterdam:
-Também de Calábar, essa música de Ana, fala de uma puta. Que é de todo mundo. Chico aqui se mostra irônico, contudente, e forte, com um violão bem tenso, não se mostrando batida alguma, meio desconexo. De 0 a 10 ? 5,5

10-Janelas Abertas Nº2:
-Chico começa cantando essa, com um violão, e uma gaita harmônica bem timída, ele desenrola essa música com um tom muito lindo, muito belo. De 0 a 10 ? 6,5

11-Os Argonautas:
-Caetano e Chico, cantam essa música do 1º, do disco de 1969, com um violão em fado, e puxando para um sotaque bem português. Caetano aqui faz dueto com Chico no refrão, fazendo assim, um ótimo encerramento desse disco. De 0 a 10 ? 8,5

E com essa prosopéia, nos vemos ao novo post que se aproxima amigos.


0 Responses to “Caetano & Chico – Juntos e Ao Vivo (1972)”



  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Alfarrábios

junho 2010
S T Q Q S S D
« maio    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

Assine nossas News !

Junte-se a 2 outros seguidores

Archivos !

Os 5 Mais.


%d blogueiros gostam disto: